Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

21 Grams *****

04.08.04, Rita

Realização: Alejandro González Iñarritu. Elenco: Sean Penn, Benicio del Toro, Naomi Watts, Charlotte Gainsbourg. Argumento: Guillermo Arriaga. Produção: Roberto Salerno. Nacionalidade: EUA, 2003.



Se no exacto momento da morte o corpo humano perde vinte e um gramas, esse será o peso da vida que o deixa. Mas, se a vida é assim tão leve, como é que por vezes se torna tão pesada? Mesmo com todo o peso que ela pode assumir (seja por uma doença terminal, por um passado de crimes e delitos, ou pela morte de familiares), somos capazes de fazer tudo para nos agarrarmos a esses vinte e um gramas: abraçar a esperança ínfima de sobrevivência, buscar a redenção divina através de uma quase-obsessão religiosa, ou alimentar a raiva e vingança até ao limite.


São três formas de vida de se cruzam nesta história, unidas por um acontecimento trágico, que, como todos os males, tem um bem. Ou talvez sejam antes três formas de viver a morte: a nossa própria, a dos valores da sociedade e da moral, e a dos seres que amamos.


Sean Penn, Benicio del Toro e Naomi Watts protagonizam aqui a mesma pessoa em diferentes circunstâncias da vida. São uma das possibilidades de cada um de nós, num mundo paralelo em que teríamos feito as escolhas que cada um deles fez. Talvez por isso não os consigamos julgar. O próprio argumento impede que o façamos. Ao desconstruir toda a acção mostra-nos o resultado, que pode chocar, e depois a causa, que acaba por, de alguma forma, justificá-lo. Todos eles, no entanto, procuram uma única coisa: a paz interior, e para a conseguir utilizam todos os meios à sua disposição.


Sean Penn, pela segunda vez este ano, mostra-nos a mestria da sua maturidade como actor, num papel onde tem oportunidade de evidenciar a sua faceta mais camaleónica. Benicio del Toro, dá-nos uma vez mais um personagem pelo qual, apesar de todos os erros, nos poderíamos facilmente enamorar. Naomi Watts, num registo bastante diferente do que recordamos de Muholland Drive, tem aqui o seu assomo mais animal e instintivo.


Por sua vez, o realizador Alejandro González Iñarritu conseguiu aqui bater o desafio da expectativa criada pelo seu primeiro filme, Amor Cão (Amores Perros). A sábia construção do puzzle torna o espectador uma parte activa do próprio filme, como se lhe dessem os vários frames e tivesse que montar a película para descobrir o final. Iñarritu pede-nos que completemos os espaços em branco, que unamos os pontos com cada nova peça de informação, e o resultado final: 124 minutos de pura inquietação.


O que seria capaz de fazer pelos seus vinte e um gramas?




CITAÇÕES:

“They say that at the exact time of death we lose 21 grams of bodily weight. But how many lives do we live? how many times do we die? How much can fit into 21 grams?”
SEAN PENN (Paul Rivers)

“Whoever looks for the truth deserves punishment for finding it.”
NAOMI WATTS (Cristina Peck)

“God knows when a single hair moves on your head.”
BENICIO DEL TORO (Jack Jordan)



















Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.