Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Em jeito de apresentação

26.08.04, Rita

Nunca na vida escrevi uma linha sobre cinema (embora todos os anos elabore a minha lista pessoal dos 10 mais, que já agora foi liderada em 2003 pelo “O Pântano” da argentina Lucrécia Martel, mas que, convenhamos, se trata de um fraco substituto) e a verdade é que nunca senti grande necessidade de o fazer.


Gosto muito de cinema, vou muito ao cinema (quando por alguma razão passo muito tempo sem lá ir sinto de facto uma necessidade física de me ir meter numa sala de cinema para ver seja lá o quê, o que me leva a colocar-me numa qualquer classificação de junkie), acredito, piamente, que uma das grandes vantagens de se viver neste pais é o facto dos filmes serem legendados e não dobrados. Existem mais coisas é claro, mas nada que tivesse a ver com o facto de escrever sobre cinema. Acontece, no entanto, que esta minha amiga, que também gosta muito de cinema, que vai muito ao cinema (e neste campo ao pé dela não passo de um simples visitante ocasional) e que para além disso gosta de escrever sobre cinema decidiu criar este espaço. E convidou-me a participar nele. E pronto, aqui estou eu.


Em jeito de apresentação, o primeiro filme que eu vi foi um dos Herbies (“Herbie em Montecarlo” talvez?) algures no inicio dos anos 80, o último foi o “Tempo dos Lobos” do Michael Haneke, se tivesse que escolher o filme da minha vida escolhia o “Homens Simples” do Hal Hartley, não tenho actores ou actrizes favoritas (na verdade os actores e as interpretações não me interessam particularmente), escrevo sempre o nome do realizador à frente do titulo do filme e não compreendo como é que há alguém que prefira comprar uma copia pirata em DVD de um filme ainda em cartaz a ir vê-lo ao cinema (ainda que não seja de maneira nenhuma contra a pirataria e reconheça a importância da economia informal como mecanismo de inserção e integração social).


Pronto, e basicamente é isto.



por Sérgio