Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Mrs. Henderson Presents ***

27.02.06, Rita

Realização: Stephen Frears. Elenco: Judi Dench, Bob Hoskins, Will Young, Kelly Reilly, Thelma Barlow, Christopher Guest. Nacionalidade: Reino Unido, 2005.





1931. Depois da morte do marido, a rica e excêntrica viúva de 69 anos Mrs. Henderson (Judi Dench) não se consegue contentar com bordados e decide comprar o velho teatro Windmill no West End londrino. Para o gerir, contrata Vivian Van Damm (Bob Hoskins), que sugere que o musical que vão produzir, “Revudeville” seja exibido em sessões contínuas, como forma de se diferenciarem dos outros teatros. Mas rapidamente esta ideia é copiada, e Mrs. Henderson sugere que, à semelhança do Moulin Rouge parisiense, o espectáculo inclua raparigas nuas. Para contornar a pressão dos censores, Mrs. Henderson consegue convencer o Lord Chamberlain (Christopher Guest) de que a nudez é arte.


Inspirado em acontecimentos reais, o Windmill permaneceu aberto mesmo com os raids aéreos durante a Segunda Guerra Mundial, tendo apenas fechado as suas portas entre 4 e 16 de Setembro 1939, daí herdando o slogan “We Never Closed”. E ali se formou uma família, onde Mrs. Henderson e Van Damm eram os guardiões.


Judi Dench está excelente, dominando o ecrã com uma energia e uma força que os seus 71 anos não atenuam. Impressionantemente cómica no registo de rebeldia adolescente, mas evidenciando a sabedoria pragmática da experiência, uma personagem a quem o que lhe falta em conhecimento do mundo do espectáculo lhe sobra em imaginação. E que ansiava por emoções, mesmo que fossem vividas através de outros.


Mas a dinâmica dramática do filme reside na relação de raiva, controlo e ciúme, mas também de admiração e afecto que se estabelece com Van Damm (um imprescindível Bob Hoskins). Entre insultos e sarcasmo, ambos partilham uma forte persistência e uma paixão por aquilo que estão a construir.

De não esquecer Kelly Reilly, forte e vulnerável, e o seu belíssimo peito. Felizmente para “Mrs. Henderson Presents”, a abordagem artística de Stephen Frears retira qualquer lascívia à nudez que marca todo o filme. Adicionalmente, está o argumento cheio de humor de Martin Sherman, onde se mistura sabiamente a tragédia, sem que nunca um choque com o outro.

Um filme divertido, tocante e envolvente.






CITAÇÕES:


“You must never interrupt a perfectly good argument.”
JUDI DENCH (Laura Henderson)

“It’s surprising to find that standing naked on a stage in front of an audience is the safest place to be.”
KELLY REILLY (Maureen)

“You can take these young soldier's lives, but before you do, don't take their joy.”
JUDI DENCH (Laura Henderson)


















Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.