Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Quando o Natal foi raptado

02.01.05, Rita

 

Era uma vez Jack Skellington, rei do "Halloween", que queria renovar o dia das bruxas. E teve uma brilhante ideia quando, ao acaso, descobre a cidade do Natal, com aquele senhor gorduchinho de barbas brancas, ansiosamente esperado por miúdos de todo o mundo - por causa de embrulhos coloridos que escondiam lindos presentes.


O plano de Jack era simples: raptar o Pai Natal e passear-se ele, rei das trevas, num trenó de renas esqueléticas (são literalmente esqueletos), na noite de 24 de Dezembro, entregando os presentes «made in Halloween» - prolongando a noite de «doces ou travessuras». Mas o resultado é catastrófico: fora de época, o "Halloween" apavora os miúdos, não os diverte. No final, o amor resgata o Natal - e conquista Jack.


O grande divertimento (para adultos e miúdos) é este filme, um sonho do realizador de «Planeta dos Macacos» e «Eduardo Mãos-de-Tesoura», Tim Burton, que apresenta «O Estranho Mundo de Jack», título em português que esconde o mote da história sublinhado pelo título original «The Nightmare Before Christmas». Em 1993, o melhor filme de Natal desenhava-se com as cores negras da noite das Bruxas.



 


«O Estranho Mundo de Jack». T.O.: Tim Burton's Nightmare Before Christmas. Realização: Henry Selick. Argumento: Tim Burton (história), Michael McDowell (adaptação). Vozes: Danny Elfman, Chris Sarandon, Catherine O'Hara, William Hickey, Glenn Shadix, Paul Reubens, Ken Page, Ed Ivory. Nacionalidade: EUA, 1993.


[nota: o filme está disponível em DVD. Vale a pena procurar a edição especial, que inclui alguns extras preciosos, como a "curta" «Vincent», absolutamente encantadora.]

por Miguel

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.