8 comentários:
De Cataclismo Cerebral a 31 de Julho de 2007 às 18:42
Não concordo com esta crítica. Este Birth encheu-me as medidas! Adoro o processo de credulidade que a personagem da Nicole Kidman atravessa. Esse sim é o grande tema do filme e não a possibilidade do miúdo ser a reencarnação do seu falecido marido. Observamos o comportamento de uma mulher sofisticada que, influenciada pelo amor de outrora, começa aos poucos a ceder nas suas convicções e crenças perante o suposto regresso do seu esposo. A espiral da crença leva-a a acções e decisões ridículas, contestadas pelo resto da família. A Nicole Kidman dá uma interpretação notável, cheia de pormenores e nuances deliciosas, em particular naquele close up magnífico. A sua abordagem a uma mulher que está em constante negação em termos amorosos está mais que adequada, mas a sua interpretação não foi tida em conta pelos críticos e público. O que ressaltou foi o tema polémico (?!?) do filme, o que é injusto e redutor .

Cumprimentos


De Johnny a 16 de Setembro de 2007 às 19:08
Hoje finalmente Vi este filme,e realmente estou impressionado.
Agora Não consigo entender como vocês não têm dúvidas quanto a Encarnaçao do miudo.
Afinal fica tudo na mesma.
Os psicologos nunca encontraram explicação para o que aconteceu.
E o miudo diz que veio tudo a cabeça num clique.
Se é ou não é, fica ao critério de qualquer um...
Para mim ele estava possuido,se ele não se lembrava da amante,é porque não foi muito importante
na vida dele,e penso que é ai que o espirito do falecido que larga o miudo,e este fica na sua consciencia,e faz o que sente.
Enfim,é um tipo de filme que da que pensar,gosto muito dos filmes onde entra a N.Kidman,são sempre Dramáticos,e misteriosos
GENIAL


De Verónica Pinto a 8 de Dezembro de 2008 às 17:29
Uma questão que me deixou a pensar: será que Sean tinha mesmo uma amante? Ou seria apenas a suposta "amante" que inventou toda aquela história para confundir o miúdo e por conseguinte para Anna não se deixar levar pela verdade?

Uma coisa é certa: foi a amante que fez com que Sean e Anna deixassem de acreditar na encarnação de Sean!


De cassius a 15 de Novembro de 2009 às 01:44
afinal, ele é ou não é o marido dela ?


De Wellington Galvão a 6 de Dezembro de 2009 às 22:19
Se levarmos em consideração que pela lógica da reencarnação todas as pessoas que cruzam nosso caminho e nos afetam são as mesmas que tivemos alguma relação em vidas passadas, o moleque tem chances de ser o falecido sim...


De ticha a 7 de Abril de 2012 às 01:08
não intrepertei assim! o miudo por acaso descobriu as cartas enterradas no parque e começou a viver a historia das cartas como se fosse a historia de vida dele! E quando é confrontado com a verdade pela cunhada de Anna, "acorda" e não quer mais mentir à Anna.. e conta que de facto não é o Sean.. Apaixonou-se pela Anna através das cartas e como gosta dela conta que de facto não é o Sean.. Com as pessoas que vi também chegaram a esta conclusão..


De Nuno a 7 de Abril de 2012 às 01:45
Fica sem explicação a marcação do encontro com Anna no local onde faleceu...seguramente não estava escritos nas cartas.


De Luciana a 26 de Agosto de 2015 às 02:55
Terminei o filme com o mesmo pensamento de ticha, aí vem o Nuno e complica tudo de novo! hahah Eu esperava muito mais desse filme, concordo muito com a crítica do post.


Comentar post