Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Before the Devil Knows You're Dead ****

06.06.08, Rita

Realização: Sidney Lumet. Elenco: Philip Seymour Hoffman, Ethan Hawke, Albert Finney, Marisa Tomei, Rosemary Harris, Aleksa Palladino, Michael Shannon. Nacionalidade: EUA, 2007.






“May you be in Heaven five minutes before the devil knows you're dead.”

PROVÉRBIO IRLANDÊS




Dois imãos, Andy (Philip Seymour Hoffman) e Hank (Ethan Hawke) decidem assaltar a joalharia dos pais, Charles (Albert Finney) e Nanette (Rosemary Harris). Estes receberão o seguro e assim cada um dos irmãos poderá fazer face às complicações financeiras em que se encontra. Escusado será dizer que neste plano perfeito algo corre mal, muito mal. Um flashback leva-nos uns dias atrás para mostrar como Andy e Hank chegaram àquele ponto sem retorno.


O argumento da estreante Kelly Masterson é elaborado em ondas temporais entre passado e presente que reconstroem meticulosamente a história, gerindo o desvelar das peças de informação que completam a narrativa e obrigam o espectador a reavaliar a acção com cada nova peça. A mesma cena é filmada de diferentes pontos de vista, o que permite que nos concentremos à vez e individualmente em Andy, Hank ou Charles.


Cada pequeno detalhe acumula tensão e adensa a complexidade das personagens, que vão da frieza ao desespero, da impotência à determinação. As possibilidades da narrativa alargam-se com a incógnita do que estes homens poderão fazer em cada situação extrema. E, no final, parece que esta história não poderia ter sido contada de outra forma.


Com “Before the Devil Knows You're Dead”, o veterano Sidney Lumet (“Running on Empty”) vem provar a sua plena forma, contendo a intensidade e mantendo a devastação emocional num nível de total credibilidade. O filme beneficia ainda de dois protagonistas inteligentes no auge das suas carreiras e que, apesar da sua nula parecença física, têm uma abrangência e química irrepreensíveis. Albert Finney é um poço de força cénica e Marisa Tomei, como Gina, a mulher de Andy, está cada vez mais sexy.


Quando um dia se conheceu a felicidade, é apenas humano querer regressar a ela. Mesmo que seja apenas por cinco minutos.



NOTA: Ainda sem data prevista de estreia em Portugal.






























1 comentário

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.