Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Frank Zappa A Pioneer of the Future of Music Part I & II ***1/2

25.10.10, Nuno

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Frank Scheffer. Género: Documentário. Nacionalidade: Holanda, 2006.


SRC=https://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o4005135b/7369531_prFsF.jpeg>


ALIGN=JUSTIFY>Retrato de um génio urgente, único, “Frank Zappa…” é uma visita à carreira e ao “cofre” (arquivo impressionante, de fazer corar qualquer vedeta musical do século XX), onde estão guardadas memórias musicais e visuais de um dos estetas da música moderna do século passado.

ALIGN=JUSTIFY>Mesmo para quem não é fã, é uma viagem impressionante, dividida em dois tomos, que, apesar de partilharem algumas cenas em comum (facto que só se explica pela relevância dos testemunhos), retratam a vida e a música do compositor / instrumentalista / cantor / agitador de mentes.

ALIGN=JUSTIFY>Recordando momentos ímpares da carreira de Zappa, esta viagem faz-se também de outros passageiros: os músicos que o acompanharam nas diferentes incursões e projectos. E o momento mais emocional do documentário, a presença da família e o legado que um dos filhos tenta preservar: a recriação musical das composições do pai.

ALIGN=JUSTIFY>E a viagem não poderia terminar sem recordarmos um daqueles momentos zappianos: “I think that if a person doesn't feel cynical then they're out of phase with the 20th century. Being cynical is the only way to deal with modern civilization, you can't just swallow it whole.”








Tonite Let's All Make Love in London **1/2

25.10.10, Nuno

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Peter Whitehead. Género: Documentário. Nacionalidade: Reino Unido, 1967.


SRC=https://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o080551a1/7369530_OHjbS.jpeg>


ALIGN=JUSTIFY>Mosaico psicadélico da swinging London de finais de 1960, “Tonite…” recorda-
-nos como os ideais e as morais são transitórios, e, quase sempre, consequências directas das circunstâncias em que vivemos.

ALIGN=JUSTIFY>Ou então, como ter a barriga cheia nos dá tempo para pensar em outras coisas.

ALIGN=JUSTIFY>Ou, ainda melhor, como certas personalidades artísticas envelheceram melhor do que as suas opiniões/posições sociopolíticas daquela altura…

ALIGN=JUSTIFY>Tudo isto consumido com alguma da boa música da época.









Presunto Culpable ****

20.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Roberto Hernández. Género: Documentário. Nacionalidade: México, 2008.


SRC=https://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Bc5058cde/7757813_qZotj.jpeg>


ALIGN=JUSTIFY>A perversidade de um sistema jurídico que presume a culpa, que premeia detenções arbitrárias, que se sustenta numa imoral manipulação processual e que promove a mentira.

ALIGN=JUSTIFY>Quando não há como provar que a verdade é verdade, a única saída é desmontar a mentira. Mas quando esta segundamesma é o alimento dos funcionários que deveriam zelar pela primeira, estão reunidas as condições para que o paradoxo sacrifique as suas vítimas.

ALIGN=JUSTIFY>COLOR=#AAAAAA>71% de los prisioneros son alimentados por sus propias famílias
93% de los presos nunca vieron una órden de aprensión
95% de las sentencias son condenatorias
92% de las acusaciones carecen de evidencia física y se basan meramente en testigos



ALIGN=JUSTIFY>O compromisso do governo mexicano é de terminar com a presunção de culpabilidade em… 2016!!!

ALIGN=JUSTIFY>Surreal, frustrante, revoltante. Exactamente por esta ordem.









Mammuth ****

17.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Benoît Delépine e Gustave de Kervern. Elenco: Gérard Depardieu, Yolande Moreau, Isabelle Adjani, Benoît Poelvoorde, Miss Ming. Nacionalidade: França, 2010.


SRC=http://cinema.maville.com/photos/19201_19400/019316_px_470_.jpg>


ALIGN=JUSTIFY>Como em “Broken Flowers” de Jarmusch, um homem (Gerard Depardieu – numa perturbante semelhança com Mickey Rourke em “The Wrestler”) vai ao passado em busca de si mesmo. Desta feita não são mulheres, mas empregos anteriores dos quais não obteve quaisquer recibos e sem os quais não poderá obter a reforma por inteiro.

ALIGN=JUSTIFY>Com “Aaltra”, Louise-Michel” e agora este “Mammuth”, Delépine Benoît e Gustave de Kervern fazem, para mim, já parte daquele restrito grupo de realizadores que, à semelhança de Michel Gondry, consegue a alquimia perfeita entre o absurdo e a melancolia, entre o humor e a poesia.








À l’Origine ***1/2

16.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Xavier Giannoli. Elenco: François Cluzet, Emmanuelle Devos, Gérard Depardieu, Soko, Vincent Rottiers, Brice Fournier. Nacionalidade: França, 2009.


SRC=http://www.moviepilot.de/files/images/0192/8247/029621_article.jpg>


ALIGN=JUSTIFY>Às vezes a generosidade surpreende-nos, sem que estejamos preparados para sermos a causa da felicidade alheia. E se, geneticamente, estivermos condicionados à compaixão?

ALIGN=JUSTIFY>Uma mentira, alimentada pela avareza, transforma-se numa imparável bola de neve. No meio dela, um homem inebriado pelo respeito que desperta nos demais.

ALIGN=JUSTIFY>Uma história verídica.








Le Refuge ***

15.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: François Ozon. Elenco: Isabelle Carré, Louis-Ronan Choisy, Pierre Louis-Calixte, Melvil Poupaud. Nacionalidade: França, 2009.


SRC=http://www.cinemoi.tv/files/cinemoi/imagecache/movie_hero/images/movie_hero/le-refuge.jpg>


ALIGN=JUSTIFY>O efeito centrípeto de uma gravidez. O toque que se aproxima, irresistível, de uma barriga estranha. O pulsar hipnótico de toda a vida que pode ainda ser o que quiser. O primeiro – e último – refúgio.








Le Concert **1/2

14.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Radu Mihaileanu. Elenco: Alexeï Guskov, Dimitri Nazarov, Mélanie Laurent, François Berléand, Miou Miou, Valeri Barinov, Lionel Abelanski. Nacionalidade: França / Itália / Roménia / Bélgica / Rússia, 2009.


SRC=http://peliculasdecine.net/wp-content/uploads/2010/03/el_concierto.jpg>


ALIGN=JUSTIFY>Os sonhos, mesmo os mais tontos, aproveitando cada fresta de oportunidade para voltarem a respirar.

ALIGN=JUSTIFY>A música como o sangue, ligando vidas. Mesmo, de uma forma absurda, a nossa.








Todos os Outros - Alle Anderen ***

13.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Maren Ade. Elenco: Birgit Minichmayr, Lars Eidinger, Hans-Jochen Wagner, Nicole Marischka. Nacionalidade: Alemanha, 2009.


SRC=http://www.fm-media.net/news05/1810c.jpg>


ALIGN=JUSTIFY>Uma relação dissecada através da pele e da carne até à dureza do osso.

ALIGN=JUSTIFY>Incapazes de expressar os seus sentimentos, por medo de cair nos clichés que os rodeiam, Gitti (Birgit Minichmayr) e Chris (Lars Eidinger) infectam a sua relação com rancores e cinismo. Sob um crescente e insuportável peso, todas as concessões são cobradas sem misericórdia, todos os favores – apontados mentalmente – exigem cobrança com juros cruéis.

ALIGN=JUSTIFY>Numa dinâmica de doentia co-dependência, o retrato de uma relação condenada pela sua inevitabilidade em, apesar de tudo, permanecer.








The Boys Are Back **1/2

12.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Scott Hicks. Elenco: Clive Owen, Laura Fraser, Emma Booth, George MacKay. Nacionalidade: Austrália / Reino Unido, 2009.


SRC=http://www.stardusttrailers.com/gallery_film/The_Boys_Are_Back(movie_wallpaper_pictures_photo_pics_poster)(280510224811)ragazzi_miei_3.jpg>


ALIGN=JUSTIFY>No meio da escuridão do luto há um caminho de luz para descobrir. Do choque entre ordem e caos, três quase-homens aprendem a equilibrar-se nos seus próprios pés.








Toy Story 3 ***1/2

11.10.10, Rita

ALIGN=JUSTIFY>Realização: Lee Unkrich. Vozes V.O.: Tom Hanks (Woody), Tim Allen (Buzz Lightyear), Joan Cusack (Jessie), Ned Beatty (Lotso), Don Rickles (Mr. Potato Head), Estelle Harris (Mrs. Potato Head), Michael Keaton (Ken), Wallace Shawn (Rex), John Ratzenberger (Hamm), John Morris (Andy), Jodi Benson (Barbie), Emily Hahn (Bonnie) Nacionalidade: EUA, 2010.


SRC= http://www.rollingstone.com.br/imagens/14146/20091223174457_14146_large_toy-story-3.jpg>


ALIGN=JUSTIFY> Qual o nosso valor quando deixamos de ser necessários?

A incondicionalidade do amor testada por bonecos de plástico.

O adeus mais difícil: aquele que fazemos a nós mesmos.












Pág. 1/2