Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Much ado

05.05.08, Rita





... about almost nothing



O entusiasmo afrouxou após a audição da música ‘Anywhere I Lay My Head’ que dá nome ao álbum. Uma colagem demasiado próxima à versão dos This Mortal Coil de ‘Song to The Siren’ de Tim Buckley, mas sem sequer a mesma magia, desmistificou a frescura de originalidade que se esperava. De todos modos, deu-se o benefício da dúvida, afinal de contas nem Tom Waits nem David Bowie associariam o seu nome com displicência. E, na verdade, a voz de Scarlett Johansson não é de todo desagradável, ainda que mal conseguisse transparecer sob a máscara da orquestração.


Com atenção ouvi o álbum de uma ponta à outra. Infelizmente, a emoção continuou sem surgir. ‘Anywhere I Lay My Head’ permanece, ainda assim, como o registo mais bem conseguido.


Uma pena, miss Scarlett...



Menos mal que a semana passada me ofereci, finalmente, esta peça de colecção:







Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.