4 comentários:
De Nuno a 31 de Outubro de 2007 às 13:14
Conselho para quem ainda quer ir ver este filme, depois desta detalhada e clara crítica:
Levem um lenço ou um pano para vendarem os olhos... a 10 minutos do fim, retirem a venda e vejam o restante filme. É a parte mais engraçada e verdadeiramente cómica!!


De wasted blues a 31 de Outubro de 2007 às 21:07
Pois, também achei fraquinho. Prefiro de longe os livros, nem todos, do autor.


De Ana Paula a 1 de Novembro de 2007 às 17:20
Olá, Rita!
Gostei de ler a tua crítica, como sempre.
Quanto ao filme, não o vi e também não tenciono ver, para já.
No entanto, acredito no que dizes, porque já li e vi umas coisas sobre ele e também não fiquei bem impressionada.
Por outro lado, lamento que o Paul Auster-escritor se aventure sem mais nem quê no cinema, quando ele é, antes de tudo o mais, escritor. Caso é para dizer que só de boas intenções não se fazem filmes. Se é que existem boas intenções neste caso.
Admiro imenso o Paul Auster-escritor, sobretudo a sua primeira fase. Infelizmente, o sucesso e o passar do tempo, com as suas exigências e a vaidade que teima em germinar, muitas vezes conduzem a opções erradas. É, certamente, o caso.

Deixo ficar beijinhos amigos! :):)


De sofia a 19 de Novembro de 2007 às 18:34
que decepcao


Comentar post