Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

The Simpsons Movie ***

08.08.07, Rita

Realização: David Silverman. Vozes V.O.: Dan Castellaneta, Julie Kavner, Nancy Cartwright, Yeardley Smith, Harry Shearer, Hank Azaria. Nacionalidade: EUA, 2007.





Os Simpsons sempre se caracterizaram por uma crítica mordaz à sociedade americana, desde a religião à política, constituindo mais uma evidência de que os mais eficazes detractores dos americanos são eles mesmos. O meu fascínio inicial com a série foi-se atenuando com o avançar do tempo, mas “The Simpsons Movie” foi a desculpa perfeita para regressar ao universo de Springfield.


Ao contrário de outras passagens do pequeno para o grande ecrã, esta não é marcada por grandes diferenças. O lado positivo é que os fans não se sentirão defraudados perante este episódio mais extenso, o lado negativo é não tirar o devido partido de um formato que permitia ter ido bastante mais longe em termos visuais.


O argumento do filme é simples: Homer decide adoptar um porco, o que provoca simultaneamente um desastre ambiental e uma deterioração das suas relações familiares, onde o limite da capacidade de Marge perdoar os seus disparates é levado ao extremo. À revolta civil da população de Springfield juntam-se as drásticas medidas governamentais que contemplam a destruição da cidade. Eu disse “simples” não disse “sensato”.


O ritmo acelerado da acção é aliado ao compasso do seu humor clássico; desde o princípio em que se goza o espectador que pagou para ver no cinema algo que poderia ver de borla em televisão, passando por uma paródia ao “An Inconvenient Truth” de Al Gore, pela Disney, pelo Spiderman e culminando num governo americano liderado pelo Presidente Schwarzenegger.


O elenco de vozes na versão original é o mesmo da série (e do saudoso The Tracey Ullman Show): Dan Castellaneta (Homer), Julie Kavner (Marge), Nancy Cartwright (Bart), Yardly Smith (Lisa), Harry Shearer (Mr. Burns) e Hank Azaria (Moe). Os habituais cameos são garantidos pela banda Green Day e pelo actor Tom Hanks.


Se não quiserem perder nem um piscar de olho, recomendo que fiquem sentados até ao final dos créditos. No global, faço um destaque para um momento do filme particularmente carregado de conotações morais, e o meu preferido: quando, em pânico, os dedicados membros da igreja local trocam de lugar com os habituais frequentadores do bar do Moe.


“The Simpsons Movie” marca a maioridade de uma série que atingiu os 18 anos de vida. E se serve para algo, é para reflectir a maturidade e consistência da criação de Matt Groening. Adicionalmente, “The Simpsons Movie” vem também provar que a animação 2D não saiu de moda.






CITAÇÕES:


“You ever try going mad without power? No one listens to you.”
Russ Cargill (ALBERT BROOKS)





















2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Jogos Online

    14.08.07

    Por acaso também fiquei um pouco desapontado, esperava ver algo mais real e principalmente mais Homer Simpson...
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.