Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

La Doublure **

16.07.07, Rita

Realização: Francis Veber. Elenco: Gad Elmaleh, Alice Taglioni, Daniel Auteuil, Kristin Scott Thomas, Richard Berry, Virginie Ledoyen, Dany Boon, Michel Jonasz, Michel Aumont. Nacionalidade: Itália / Bélgica / França, 2006.





O milionário Pierre Levasseur (Daniel Auteuil) é apanhado por um paparazzi na rua, acompanhado da sua amante, a top model Elena (Alice Taglioni). Como desculpa perante a sua mulher Christine (Kristin Scott Thomas), detentora de 60% da empresa da qual ele é presidente, Levasseur inventa que Elena está acompanhada pelo homem que se vê a passar ao seu lado. Esse homem é François Pignon (Gad Elmaleh), arrumador de carros de um restaurante de luxo, que acabou de pedir em casamento Émilie (Virginie Ledoyen), o seu amor de infância. Através do seu advogado, Levasseur oferece a Pignon dinheiro para que ele deixe Elena ir viver para sua casa e corroborar a sua mentira.


“La Doublure” começa com uma imaginativa animação no genérico inicial, caminhando depois em direcção a um conjunto de clichés de comédia romântica, que se sustentam graças apenas a um elenco irrepreensível e à boa química entre Elmaleh e Taglioni, que disfarçam o incredível argumento de Veber (“Tais Toi!”, 2003).


Sem fazer mal, ou bem, “La Doublure” fala da duplicidade entre a realidade e a aparência, não apenas restringida ao mundo material mas, de forma ainda mais importante, ao mundo dos sentimentos. Quantas vezes o nosso inconsciente engana o consciente? E não raramente é necessário um choque violento (ou umas simples cortinas) para que ambos se encontrem.



NOTA PESSOAL: O riso é, sobretudo, a exteriorização de uma emoção. Raramente é descontrolado ao ponto de não conseguirmos contê-lo num sorriso e num regozijo interior. E é extremamente irritante ver um filme acompanhado de constantes e ensurdecedoras gargalhadas, sobretudo motivadas por piadas medíocres. Por favor, meus senhores e minhas senhoras, contenham-se! Ou então aluguem o DVD.






Um destaque para a animação do genérico inicial.























Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.