Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

FESTROIA 2007

31.05.07, Rita




Começa amanhã a 23ª edição do FESTROIA. Este ano o festival fará uma homenagem a Mário Ventura e ao cinema espanhol. Estarão incluídas uma mostra de clássicos alemães e uma retrospectiva da obra do realizador Billy Wilder. Os homenageados com o Golfinho de Carreira serão o actor britânico Christopher Lee e o realizador checo Jirí Menzel. Nesta edição foi ainda criado um novo Prémio SAPO Vídeos de Curtas Digitais, direccionado a novos talentos.


O júri do festival, este ano presidido pelo actor britânico Charles Dance, irá deliberar sobre as quatro habituais secções competitivas:


SECÇÃO OFICIAL
AFTER THE WEDDING, de Susanne Bier (Dinamarca, 122’)
ARMIN, de Ognjen Svilicic (Croácia/Bósnia/Alemanha, 82’) AVIVA MY LOVE, de Shemi Zarhin (Israel, 107’ BORDERPOST, de Rajko Grlic (Sérvia/Croácia/Eslovénia Macedónia/Bósnia/UK, 94’) EL CAMINO DE SAN DIEGO, de Carlos Sorin (Argentina/Espanha, 98’)
FALSE ALARM, de Katerina Evangelakou (Grécia, 88’)
FROZEN CITY, de Aku Louhimies (Finlândia, 92’)
HEARTBREAK HOTEL, de Colin Nutley (Suécia, 98’)
ISKA’S JOURNEY, de Csaba Bollock (Hungria, 75’)
LATE BLOOMERS, de Bettina Oberli (Suiça, 87’)
MADRIGAL, de Fernando Pérez (Cuba/Espanha, 112’)
PLEASANT MOMENTS, de Vera Chytilová (Rep. Checa, 108’)
THE OPTIMISTS, de Goran Paskaljevic (Sérvia, 98’)
THE SWORD BEARER, de Philipp Jankovsky (Rússia, 110’)

PRIMEIRAS OBRAS
ALL FOR FREE, de Antonio Nuic (Croácia/Bósnia/Sérvia, 94’)
CIUDAD EN CELO, de Hernan Gaffet (Argentina/Espanha, 104’)
EL VIOLIN, de Francisco Vargas Quevedo (México, 98’)
FRAULEIN, de Andrea Staka (Suiça/Alemanha/Bósnia, 81’)
HEART EDGES, de Hicham Ayouch (Marrocos, 87’)
LO QUE SÉ DE LOLA, de Javier Rebollo (Espanha/França, 100’)
PRINCESS, de Birgit Grosskopf (Alemanha, 81’)
REPRISE, de Joachim Trier (Noruega/Suécia, 106’)
RETRIEVAL, de Slawomir Fabicki (Polónia, 103’)
SONS, de Eric Richter Strand (Noruega, 103’)
THE ART OF CRYING, de Peter Schonau Fog (Dinamarca, 105’)
VANAJA, de Rajnesh Domalpalli (Índia/EUA, 111’)

O HOMEM E A NATUREZA
CARPA DIEM, de Sergio Cannella (Itália, 2’)
CHERNOBYL: THE INVISIBLE THIEF, de Christoph Boekel (Alemanha, 59’)
CHOCOLATE CON CHURROS, de Mario Espinosa (Espanha, 5’)
CLANDESTINO, de Sylvain Rigollot (França, 15’)
COVER BOY… LAST REVOLUTION, de Carmine Amoroso (Itália, 97’)
CURFEW HOUR, de Levan Adamia (Georgia. 20’)
GREY MATTER, de Ina van Beek (Holanda. 25’)
HOW MUCH I OWE YOU, de Bouffard Olivier (França, 27’)
LULLABY, de Margreth Olin (Noruega, 30’)
MATOPOS, de Stéphanie Machuet (França, 11’)
MESSAOUD, de Omar Mouldouira (Marrocos, 8’)
MILAN, de Michaela Kezele (Sérvia/Alemanha, 23’)
MY LIFE AT 40, de Laurie Hill (Inglaterra, 8’)
NASIJA, de Guillermo Rios (Espanha, 11’)
ON THE WINGS OF DREAMS, de Golam Rabbany Biplob (Bangladesh, 88’)
SELVAGENS: A ÚLTIMA FRONTEIRA, de Filipe Araújo (Portugal, 30’)
TAMBOGRANDE, de E. Cabellos e S. Boyd (Peru, 85’)
THE GATHERING, de Kim Kindersley (Austrália, 86’)
THE POWER OF COMMUNITY: HOW CUBA SURVIVED PEAK OIL, de Faith Morgan (E.U.A., 53’)
THE STARFISH, de Caroline Deruas (França, 22’)
TIME’S BECKON, de Bapee Daas (Índia, 10’)

INDEPENDENTES AMERICANOS
BOY CULTURE, de Q. Allan Brocka (88’)
CHALK, de Mike Akel (85’)
CHOKING MAN, de Steve Barron (85’)
MAN IN THE CHAIR, de Michael Schroeder (107’)
THE DEAD GIRL, de Karen Moncrieff (85’)
THE TREATMENT, de Oren Rudavsky (86’)


NOTA ECOLÓGICA:

“O Festroia 2007 é o primeiro festival internacional de cinema CarbonoZero®. Isto significa que as emissões de gases com efeito de estufa (GEE) resultantes das actividades do festival serão quantificadas e compensadas, através do sequestro de uma quantidade equivalente de dióxido de carbono (CO2) numa área de nova floresta autóctone em Portugal, anulando assim o respectivo efeito no clima. O projecto envolve a contabilização das emissões associadas à energia consumida nas salas e restantes espaços onde decorre o festival, ao tratamento dos resíduos produzidos, ao transporte de carga e às deslocações da organização, convidados e público.”





































































Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.