Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Somos todos uns pervertidos

20.04.07, Rita

A satisfação sexual só é possível na medida em que o objecto sexual é integrado nas nossas fantasias. Tal como uma relação amorosa, para sentirmos que é “certa”, deverá preencher os pressupostos românticos impostos pela nossa cultura.


O cinema, como veículo dessa cultura (ou como definidor dela) tem também a sua responsabilidade, até no que se refere ao sofrimento. Morremos de amor porque foi assim que aprendemos a sofrer, explorando todo o potencial dramático desse sofrimento, e como se essa fosse a única forma correcta de vivenciar as emoções.


A grande perversão é que o cinema romântico pára no sexo, enquanto o cinema pornográfico pára nas emoções. Entre o ‘viveram felizes para sempre’ e a visita ardente do canalizador é suposto conseguirmo-nos sentir realizados, emocional e sexualmente realizados.


Somewhere in between lies the ultimate frustration...



Um bom começo neste IndieLISBOA.





“Cinema is the ultimate pervert art. It doesn't give you what you desire - it tells you how to desire.”
SLAVOJ ŽIŽEK















Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.