5 comentários:
De purita a 12 de Janeiro de 2007 às 16:58
uma grande torre de lugares comuns que não vem abaixo nem por nada!!!!


De alfredo werney a 7 de Abril de 2007 às 21:41
lugar-comum, pelo q sei, não é criar uma obra rica e incisiva como babel. talvez , muitas vezes por nossa ineficiencia como interlocutor, chegamos a conclusões apressadas e medíocres como a sua. meus pesames!


De Lusitano a 12 de Janeiro de 2007 às 18:46
Sim, muito bom o filme. Nada ao acaso, inclusivé o nome do filme. Pormenores magníficos, a mostrar muita sensibilidade e elegância. Actuações magníficas, do Brad, das crianças, da surda muda, passando pelo "Santiago" (que fez esquecer a interpretação de Che).

Talvez ajude mais sobre o nome Babel ler também http://pt.wikipedia.org/wiki/Torre_de_Babel.


De alfredo werney a 7 de Abril de 2007 às 21:37
crítica coerente. babel mostra q a realida é um escândalo, o acaso não nos protege. antes: nos aniquila. uma confusão de cores, sons ritmos de montagem, línguas , uma verdadeira torre de babel atualizada. o trágico se mescla ao poético criando uma textura densa, um universo artísco próprio. trata-se de uma das maiores obras cinematográficas dos últimos anos.


De joao a 24 de Setembro de 2007 às 13:44
de k biblia foi isto tirado edicao ano editora?


Comentar post