Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

CINERAMA

CRÍTICA E OPINIÃO SOBRE CINEMA

Game Set Match

23.01.06, Rita


rede.jpg


“Match Point” fala sobre o acaso, o poder que a sorte (e por isso mesmo, o azar) tem nas nossas vidas.
Fala sobre o segundo que as pode mudar, esse segundo que acaba por ser todos os segundos, porque tudo se pode alterar a qualquer momento.
A nossa felicidade, ou a ilusão dela, pode fazer-se numa escolha.
Fala de jogos que jogamos com as outras pessoas, nem sempre seguindo as mesmas regras.
Fala de jogos que jogamos connosco próprios quando julgamos que sabemos o que queremos.
Onde o nosso sofrimento reside sobretudo nas expectativas que criamos dentro da nossa cabeça.
E onde a culpa raramente advém do sofrimento que causamos aos outros, mas sim de nos defraudarmos a nós próprios.
“Match Point” fala de amor, desejo, ambição, medo, engano, mentira, impulsos, reflexões, emoções e pensamentos.
E entre aquilo que sentimos e o que pensamos sentir vai uma diferença abismal.
A diferença entre a bola cair de um lado ou outro da rede.



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.